CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 6,12-19)

Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar. E passou a noite toda em oração a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos: Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota; Judas, filho de Tiago, e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor. Jesus desceu da montanha com eles e parou num lugar plano. Ali estavam muitos dos seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judeia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. Vieram para ouvir Jesus e serem curados de suas doenças. E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus também foram curados. A multidão toda procurava tocar em Jesus, porque uma força saía dele, e curava a todos.

Celebramos hoje a Festa dos Santos Apóstolos São Simão e São Judas, e isso nos leva a refletir qual é a missão de um Apóstolo.

Quando Jesus escolheu os doze Apóstolos, diz o evangelista São Marcos que Ele “escolheu aqueles que Ele quis para que estivessem com Ele e para enviá-los em missão”. A dinâmica é essa: “vinde” estar com Ele; “ide”, enviá-los em missão.

É exatamente nessa dinâmica que os Apóstolos irão realmente entender a sua vocação. Quando, mais tarde, nos Atos dos Apóstolos, eles começaram a ver que as viúvas e os órfãos exigiam uma assistência às mesas, os Apóstolos se reuniram e disseram: “Não é bom que nós gastemos tanto tempo para assistir às mesas. Vamos escolher sete homens de virtude, e nós”, os Apóstolos, “podemos nos dedicar mais à oração e à Palavra” — oração e pregação da Palavra.

É exatamente essa mesma dinâmica: “vinde” é a oração, para escutar com esse coração que ouve, coração de discípulo, como se diz em hebraico, um ‘lev sh’ma’ [לֵ֤ב שֹׁמֵ֨עַ֙], coração de ouvinte, de quem realmente se encontra com Jesus na oração e vê a verdade.

Exatamente esses homens, que viram a verdade, são os que podem ir e partir em missão, são enviados. ‘ἀποστέλλω’ [apostéllō] quer dizer isso, ‘enviar’ como um verdadeiro mensageiro de Deus, um arauto, um embaixador do Evangelho: “Ide”.

É esta, no fundo, no fundo, a missão dos bispos. O cardeal Ratzinger, que depois seria o Papa Bento XVI, numa conferência para os bispos da Europa, refletiu dizendo que essa é exatamente a missão do bispo. A missão do bispo — a principal — é essa reflexão íntima, interior e orante da Palavra de Deus, para depois pregar e, assim, confirmar os irmãos na fé.

Você vai dizer: “Ótimo, padre; entendemos o que é um Apóstolo, entendemos o que é um bispo; mas essa não é a nossa vocação”. Sim, você que é pai ou de família também tem essa mesma vocação.

Por quê? Porque qualquer pessoa que esteja à frente de uma família tem essa missão: a de ouvir a Palavra de Deus para transmiti-la aos seus filhos.

Você pode verdadeiramente e deve se dar conta de que, na sua pequena igreja doméstica, você tem missão de apóstolo, ou seja, de estar com Jesus ouvindo a Sua Palavra e alimentando-se interiormente com a oração, para depois transmitir tudo isso aos seus filhos e a quantos dependerem espiritualmente de você.

Portanto, esse “vinde” e “ide” são como os movimentos do coração: sístole e diástole. É aí que está constantemente a nossa vida espiritual. Nós precisamos estar com Jesus, ter esse coração de discípulo, aprender, ouvir, deixar que Ele nos transforme; mas, depois, nós precisamos entrar nesse trabalho de “conceber” o Verbo para dar à luz e transmitir a Palavra de Deus, como fez a Virgem Maria.

Essa é a missão dos Apóstolos, essa é a missão da Igreja apostólica, essa é a missão de cada um de nós. “Vinde”, diz-nos Jesus, para depois nos enviar em missão: “Ide”.

O que achou desse conteúdo?

0
0
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos