CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc
8, 14-21)

Naquele tempo, os discípulos tinham se esquecido de levar pães. Tinham consigo na barca apenas um pão. Então Jesus os advertiu: "Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes".

Os discípulos diziam entre si: "É porque não temos pão". Mas Jesus percebeu e perguntou-lhes: "Por que discutis sobre a falta de pão? Ainda não entendeis e nem compreendeis? Vós tendes o coração endurecido? Tendo olhos, não vedes, e tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais de quando reparti cinco pães para cinco mil pessoas? Quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?"

Eles responderam: "Doze". Jesus perguntou: "E quando reparti sete pães com quatro mil pessoas, quantos cestos vós recolhestes cheios de pedaços?" Eles responderam: "Sete". Jesus disse: "E ainda não compreendeis?"

O fermento de Herodes e dos fariseus, do qual todos, segundo a advertência do Senhor, nos devemos precaver, é a tentação de nos aproximarmos de Cristo por interesses, ou fúteis, ou pessoais. Quantas pessoas vão à igreja à procura não de fazer a vontade de Deus, mas de um "pajé" que, com soluções rápidas e mágicas, lhes resolva os problemas ou lhes realize os desejos! E quantas são as almas que, para alimentar a própria vaidade e hipocrisia, cumprem aos olhos dos homens os mandamentos da lei divina, mas que em seus corações não passam de cegos e orgulhosos, preocupados, quando muito, em observar um moralismo vazio de caridade e estranho àquela filial sujeição a Deus que é nota característica dos que se sabem efetivamente filhos seus. Que o Evangelho desta terça-feira nos sirva, pois, tanto de aviso quanto de exame de consciência: "Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes". Peçamos hoje a Jesus, em nosso momento de oração, que nos ajude a perceber como tem sido nossa atitude diante dEle, de que modo temos vivido nossa santa religião, o que, enfim, nos tem motivado a servir a Deus, se o desejo de sermos servidos — fermento de Herodes —, se a pretensão vaidosa de parecermos justos e piedosos aos demais — fermento dos fariseus.

Download do Material
Texto do episódioDownload do áudio e textoComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.