CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Confira a história em quadrinhos de Nossa Senhora de Fátima!

Texto do episódio
30

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos
(Mc 6, 7-13)

Naquele tempo, Jesus chamou os Doze e enviou-os dois a dois. Deu-lhes poder sobre os espíritos impuros. Ordenou-lhes que não levassem nada consigo pelo caminho, a não ser o bordão: nada de pão, nada de sacola, nada de dinheiro na bolsa da cinta. Mas que fossem calçados de sandálias, não porém vestidos de duas túnicas. E lhes disse ainda: “Quando entrardes numa casa, ficai nela até sairdes do lugar. Se num lugar não vos receberem ou ouvirem, na hora da partida sacudi a poeira que estiver debaixo dos vossos pés em sinal de protesto contra eles”. Saíram, então, a fim de pregar que se convertessem. Expulsavam muitos demônios, ungiam com óleo numerosos doentes e os curavam.

Texto do episódio:

No Evangelho de hoje, Jesus chama os seus Doze Apóstolos e os envia em missão, com um estilo de vida desafiador. Jesus quer que eles sigam um estilo de vida completamente diferente do estilo mundano e espera deles uma atitude de desprendimento deste mundo. 

Na prática, é o estilo de vida baseado nos três conselhos evangélicos: obediência, pobreza e castidade. Com esse modo de viver, os Apóstolos estão imitando a Cristo, que foi obediente, pobre e casto.

Podemos ver claramente que essa vida desapegada do mundo é o que diferencia os sucessores dos Apóstolos, ou seja, os padres e os bispos, daquilo que vemos em outras igrejas. Os pastores evangélicos se dizem bastante missionários, mas não seguem o caminho de imitar a vida dos Apóstolos, como Jesus pediu. 

Um apóstolo não somente oferece a palavra, mas também sacrifica a sua vida por Cristo. Nesse sentido, vemos com tristeza o fato de algumas pessoas, dentro da Igreja Católica, fazerem pressão para que os padres e bispos, sucessores dos Apóstolos, sigam um estilo de vida nada apostólico. Os Apóstolos deixaram seus trabalhos, suas casas e suas famílias para seguir Jesus e, ao fazerem esse sacrifício, eles fecundaram cada vez mais o seu apostolado.

Podemos pegar como exemplo a história de São João Maria Vianney. Quando quis converter a cidade de Ars, a primeira coisa que ele fez foi oferecer-se em sacrifício, vivendo uma vida de penitência, de pobreza, de sacrifício e de entrega a Deus. Dessa maneira, ele conseguiu a conversão de sua cidade.

Portanto, um verdadeiro apóstolo de Cristo não é um “marqueteiro” do Evangelho. Ele  é, antes de tudo, um homem que se ofereceu a Deus em sacrifício, que entregou sua vida para poder entregar Cristo aos homens.

O que achou desse conteúdo?

3
0
Mais recentes
Mais antigos
Texto do episódio
Comentários dos alunos