CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

402. Festa de Nossa Senhora de Guadalupe

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
1, 39-47)

Naqueles dias Maria partiu para a região montanhosa, dirigindo-se, apressadamente, a uma cidade da Judeia. Entrou na casa de Zacarias e cumprimentou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, a criança pulou em seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Com um grande grito, exclamou: "Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? Logo que a tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança pulou de alegria no meu ventre. Bem-aventurada aquela que acreditou, porque será cumprido o que o Senhor lhe prometeu". Então Maria disse: "A minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador".

Celebramos hoje com grande alegria a festa de Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira principal das Américas, Mãe a quem os povos americanos, de diferentes latitudes, podem com especial confiança elevar seus corações. Foi no ano de 1531 que a Virgem de Guadalupe apareceu repetidas vezes ao índio Juan Diego, pedindo que se construísse — naquele mesmo lugar, onde atualmente é a capital do México — uma Igreja em sua honra, a fim de que aqueles povos, que tanto sofreram sob a tirania de uma abominável cultura de morte e idolatria, fossem conduzidos por seu cuidado materno ao Reino de seu Filho bem-amado. Ao Bispo, porém, que resistia diante do pedido e desejava obter uma confirmação da aparição, Nossa Senhora providenciou “o sinal" magnífico e irrefutável de sua belíssima imagem estampada no manto do humilde e santo Juan Diego, sinal este permanente aos olhos de todos. No manto, a Virgem de Guadalupe aparece como a Mulher do Apocalipse (cap. 12): vestida de sol, com a lua sob os pés, grávida, à espera do Rei do Universo, e pronta para a luta contra o demônio, de quem é inimiga e sobre o qual é sempre vencedora. Peçamos-lhe, pois, neste seu dia, tão ditoso para todos nós sob seu patrocínio, a graça de perseverarmos até o fim e de tomarmos parte na sua vitória contra o dragão e a morte. Nossa Senhora de Guadalupe, rogai por nós!

Download do Material

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.