CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®

Festa de São Simão e São Judas Tadeu

Sobre os doze Apóstolos, Cristo fundou a sua Igreja, o novo Israel, aberto a todos os povos do mundo inteiro, não mais limitado aos estreitos laços de sangue, mas irmanando em um só Corpo todos os homens de boa vontade.

Texto do episódio

Texto do episódio

imprimir

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc 6, 12-19)

Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar. E passou a noite toda em oração a Deus. Ao amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu o nome de apóstolos: Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André; Tiago e João; Filipe e Bartolomeu; Mateus e Tomé; Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota; Judas, filho de Tiago, e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor.

Jesus desceu da montanha com eles e parou num lugar plano. Ali estavam muitos dos seus discípulos e grande multidão de gente de toda a Judeia e de Jerusalém, do litoral de Tiro e Sidônia. Vieram para ouvir Jesus e serem curados de suas doenças. E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus também foram curados. A multidão toda procurava tocar em Jesus, porque uma força saía dele, e curava a todos.

Celebramos hoje a festa de S. Judas Tadeu e S. Simão, o Cananeu, dois Apóstolos de Cristo que derramaram o sangue em mãos pagãs para testemunhar que um único é o verdadeiro Deus, uma só a verdadeira fé, um único o verdadeiro culto, e é sobre essa fé apostólica que a Igreja se fundamenta, como sobre doze colunas aspergidas de sangue. Embora se celebrem conjuntamente há vários séculos, S. Judas Tadeu tornou-se, por circunstâncias históricas relativamente recentes, mais popular entre a gente devota do que S. Simão. Isso se deve a uma revelação privada feita no séc. XIV a St.ª Brígida da Suécia, a quem Jesus teria aparecido e revelado que a S. Judas foi confiado o patrocínio das causas urgentes e impossíveis. Vale a pena recordar ainda que S. Judas, filho de Maria de Cléofas, era sobrinho de Nossa Senhora e, portanto, primo de Jesus, além de tio de dois outros Apóstolos, S. Tiago e S. João, evangelista. Essas relações de parentesco fazem supor que ele devia ser algo semelhante a Nosso Senhor, razão por que algumas imagens suas o retratam com uma medalha ao peito na qual está impressa a efígie de Cristo. Mais, porém, do que ao rosto, S. Judas e, com ele, S. Simão se assemelhavam à alma de Nosso Senhor, cujas virtudes imitaram e de cuja entrega ao Pai se fizeram partícipes pelo martírio. — Que possamos nós seguir o exemplo destes santos Apóstolos, exemplo de homens que deram a vida por fidelidade ao Evangelho e pela salvação das almas. Peçamos-lhes hoje a graça de termos, não o semblante, mas o nosso coração, pobre egoísta, totalmente configurado ao Sagrado Coração de Jesus, que tanto deseja abraçar com sua caridade divina e humana todos os homens do mundo.

Material para Download
Texto do episódioMaterial para downloadComentários dos alunos

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.