CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Confira a história em quadrinhos de Nossa Senhora de Fátima!

Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Introdução ao Método Teológico

O relacionamento do teólogo com o Magistério

Dando continuidade ao tema levantado na última aula, Padre Paulo Ricardo expõe hoje o porquê de, após o Concílio Vaticano II, muitos teólogos terem-se tornado ideólogos e como a teologia passou desde então a degenerar-se em uma luta pelo poder dentro da Igreja. Além disso, Padre Paulo explica em que consiste o conhecido método ver-julgar-agir, de larga aplicação nas pastorais juvenis, e quais os problemas subjacentes a esta metodologia.

06

75. Recapitulação. — Abordamos na última aula os três capítulos iniciais da instrução Donum Veritatis. Seguindo as diretivas do próprio documento, vimos que a verdade, enquanto dom de Deus, é dada comunitariamente a todo o Povo, isto é, à Igreja, encarregada de auscultar, conservar e transmitir religiosamente o tesouro da fé, conforme os diversos carismas e funções dos membros que a compõem (cf. § 73). Tratamos em seguida da missão eclesial do teólogo, cujo trabalho se desenvolve não numa tensão entre Magistério pastoral e teologia, como se fossem dois polos antagônicos, mas antes no que Ratzinger denomina «relação triangular»: de um lado, o Povo de Deus, lugar comum da fé; de outro, o próprio teólogo, que encontra o espaço vital de suas reflexões na Igreja, a qual, preservando ao longo da história a vida da fé, garante a possibilidade mesma da teologia; e, enfim, o Magistério, incumbido de ensinar o Evangelho e interpretar autenticamente a Palavra de Deus (cf. § 74) [1]. A fim de rematar esse tema, falaremos na aula de hoje, como prometêramos, das relações entre o Magistério da Igreja Católica e os teólogos. Procuraremos dar maior destaque ao que a instrução chama «relações...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos