CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assine agora
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Engenharia da Santidade II

A alma justa

Depois de termos aprendido que a santidade não é uma vocação para poucos, mas um chamado de Deus a todos os homens, precisamos agora avançar para águas mais profundas.

Nesta primeira pregação de nosso retiro, Padre Paulo Ricardo põe as bases do que iremos tratar, explicando a diferença entre corpo, alma e espírito, e ajudando-nos a enxergar como o “castelo interior” de que falava Santa Teresa nada mais é do que o Evangelho puro de Nosso Senhor Jesus Cristo, que foi quem primeiro nos falou da vocação à santidade.

55

No curso Engenharia da Santidade, aprendemos que a perfeição cristã não é uma vocação para poucos, mas um chamado de Deus a todos os homens. Essa é uma verdade de fé que a Igreja sempre ensinou e que, a partir do século XX, se tornou mais clara, graças ao trabalho teológico de personalidades eminentes como Juan González Arintero, Reginald Garrigou-Lagrange e Antonio Royo Marín, todos da Ordem dos Pregadores. Inspirados pela doutrina de Santo Tomás de Aquino, esses dominicanos analisaram os escritos de Santa Teresa de Jesus e São João da Cruz, descortinando a extraordinária harmonia espiritual que existe entre a mística dos carmelitas e a teologia do Aquinate. Em outras palavras, esses teólogos mostraram como o caminho trilhado pela santa madre dos carmelitas é, no fim das contas, o Evangelho puro, aquilo que deve estar presente na vida de todos os católicos.

Santa Teresa deixou-nos um testamento precioso. Em seu Livro da Vida, ela nos conta como Deus foi transformando sua alma e fazendo-a progredir na santidade. Nunca antes um santo havia explicado com tantos detalhes a evolução espiritual e os caminhos que devemos traçar para chegar ao cume da perfeição. A partir...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos