CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assine agora
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
História da Igreja Medieval

Os vikings e a Batalha de Edington

Por três séculos, tripulações piratas escandinavas aterrorizaram a Europa, e principalmente o território da Inglaterra, com saques, pilhagens e conquistas.

Nesta 7.ª aula de História da Igreja Medieval, conheça a história e as incursões dos vikings, os guerreiros bárbaros mais famosos e temidos da Idade Média.

imprimir

Ainda durante o reinado de Carlos Magno, a Europa foi invadida por povos vindos da Península Escandinava – região que abarca Dinamarca, Suécia e Noruega. Os vikings – como passaram a ser chamados – realizavam saques e pilhagens em toda a costa europeia; movidos pela ganância, aportavam os seus navios na Inglaterra, na França e na Alemanha, confiando em que Odin, o deus da guerra, enviaria suas filhas, as valquírias, para carregar os corpos dos guerreiros mortos em combate. Um de seus personagens lendários, Ragnar Lodbrok, chegará a cercar a cidade de Paris, navegando pelo rio Sena, tal era o seu desenvolvimento na construção de embarcações. São esses piratas nórdicos – comumente designados como normanos – que darão o nome à região da Normandia, ao noroeste da França. Até serem cristianizados e se pacificarem, os vikings causarão um grande terror em todo o continente europeu, desde o século VIII até metade do século XI.

A primeira grande incursão dos vikings atingiu a ilha de Lindisfarne, no leste da Inglaterra, em 793. O mosteiro do lugar foi invadido e os nórdicos mataram os monges, queimaram os seus manuscritos, destruíram a abadia e pilharam todos os...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos