CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Padre Pio

Os últimos sofrimentos e a morte

A configuração do Padre Pio a Cristo acontecia não apenas na carne, com suas chagas, mas sobretudo no íntimo de sua alma; de modo que, em seus últimos momentos, permaneceu unido à Paixão do Senhor.

17350

O contexto da morte

Como se deu a morte ou, melhor dizendo, o dies natalis, o nascimento definitivo do Santo Padre Pio de Pietrelcina para a vida eterna?

Ele morreu às 2h30 da manhã do dia 23 de setembro de 1968. Aquele foi um ano de revoluções. Foi em 1968 que estudantes marxistas fizeram seus protestos, inicialmente em Paris, depois no mundo inteiro. Foi em 68 que bispos, teólogos e leigos se revoltaram contra o Papa Paulo VI por causa da sua encíclica Humanae Vitae. Paulo VI tinha concluído o Concílio três anos antes, em 1965. Na ocasião ele se achava contente e esperançoso; dizia que se inaugurava uma primavera da Igreja. O que veio, porém, foi o mais tenebroso inverno. Em 1965, ele concluiu o Concílio; e em 1968, episcopados inteiros se levantam contra ele. 

Interessante notar que, por causa da Encíclica Humanae Vitae, o Padre Pio, que estava a dez dias de morrer, fez questão de escrever uma carta pública solidarizando-se com o Papa. Escreveu o seguinte naquele 12 de setembro: “Também em nome dos meus filhos espirituais, dos grupos de oração, eu vos agradeço pela palavra clara e decidida que pronunciastes, especialmente na última Encíclica,...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos