CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Terapia das Doenças Espirituais

As filhas da vaidade

Esta aula pretende ser um verdadeiro exame de consciência. Normalmente, quando alguém menciona simples e vagamente a palavra "vaidade", tendemos a ficar em dúvida se possuímos ou não esse pecado capital. É só quando conhecemos as suas filhas, isto é, os pecados decorrentes desse vício, que identificamos com mais facilidade onde estamos errando.

Descubra quais são, nesta 21.ª aula de nosso curso de Terapia das Doenças Espirituais, as filhas da vanglória, a partir das lições de São Gregório Magno e Santo Tomás de Aquino.

410

Esta aula pretende ser um verdadeiro exame de consciência. Normalmente, quando um pregador menciona simples e vagamente a palavra "vaidade", as pessoas em volta ficam em dúvida se possuem ou não esse pecado. É, afinal, quando se conhece as suas filhas, isto é, os pecados que se originam desse vício capital, que o penitente identifica com mais facilidade onde está errando e, então, põe os remédios para livrar-se da doença espiritual.

Diz-se que um pecado, como a vanglória, é capital, justamente por ele ser "cabeça" (caput/capitis, em latim) de outros pecados. São Gregório Magno elenca, como filhas da vaidade, sete vícios. "Da vanglória – diz ele – nascem a desobediência, a jactância, a hipocrisia, a contestação, a obstinação, a discórdia e a presunção do novo" [1].

Embora pareça aleatória, a lista apresentada por Gregório tem uma razão de ser, e é Santo Tomás de Aquino, com a sua capacidade extraordinária de análise e sistematização, quem explica como esses pecados se originam da vaidade. A brilhante explanação do Aquinate se encontra no artigo 5.º da questão 132, da segunda seção da segunda parte (secunda secundae) da Suma Teológica.

Como já visto, "o fim...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos