CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Confira a história em quadrinhos de Nossa Senhora de Fátima!

Conteúdo exclusivo para alunos
Assistir à aula
Preencha seu e-mail
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Erro ao criar a conta. Por favor, tente novamente.
Verifique seus dados e tente novamente.
Use seis ou mais caracteres com uma combinação de letras e números
Verifique seus dados e tente novamente.
Boas-vindas!
Desejamos um ótimo aprendizado.
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Terapia das Doenças Espirituais

Terapia da ira

Como vimos, a ira é um caminho de morte, que faz o homem tornar-se semelhante ao demônio. Para curar essa doença espiritual, muitos remédios podem ser empregados, mas o principal é o da caridade. Olhando para o mistério da cruz, somos chamados a imitar Aquele que, sendo "manso e humilde de coração", amou e perdoou os Seus algozes.

Nesta aula de nosso curso de Terapia das Doenças Espirituais, conheça a terapia para o pecado capital da ira.

28

Existem várias formas de terapia para a ira, porque são muitas as suas causas. A cada pessoa compete encontrar o melhor modo de combater essa grave doença espiritual que, como vimos na aula anterior, é um caminho de morte, que faz com que o homem se assemelhe ao demônio.

São João Clímaco, em sua Escada do Paraíso [1], fala exatamente da não irascibilidade e da mansidão e explica que os movimentos de cólera têm causas e origens diversas, sendo impossível definir uma única regra contra essa paixão. O primeiro cuidado será, portanto, reconhecer a causa da própria dor.

Existem pessoas que padecem da doença, vivem em constante irritabilidade e não se apercebem disso. Desta forma, o primeiro passo é autoanalisar-se, identificando as situações e as causas que desencadeiam o acesso de ira. Um dos sinais de que a pessoa está sofrendo da paixão da ira são os sonhos, ou melhor, os pesadelos (com demônios, animais peçonhentos, cobras, perigos etc.). Os Padres do Deserto, que eram também diretores espirituais, notaram que aqueles monges que tinham pesadelos noturnos se tratavam de pessoas que, acordadas, eram rancorosas, iradas. A ira, portanto, é capaz de se esconder e...

Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos