CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
PropagandaPropaganda

Confira a história em quadrinhos de Nossa Senhora de Fátima!

Fechar

A origem da família humana deve ser buscada, como em sua raiz, não em supostos “pactos de conveniência” ou numa pretensa “imposição masculina” que se arrasta pelos séculos, mas naquele misterioso desígnio pelo qual o autor da natureza, após criar o homem e a mulher, disse ao primeiro casal: “Crescei e multiplicai-vos” (Gn 1, 28).

Radicado na própria criação, o Matrimônio é uma instituição não apenas humana, mas divina: divina por proceder do próprio Deus, que o quis livremente, e por ter sido elevado pelo restaurador do gênero humano à sua antiga dignidade, fragilizada pelo pecado, e à condição de verdadeiro e grande sacramento da Nova Aliança (cf. Ef 5, 32).

Dedicado inteiramente ao estudo do Matrimônio, este terceiro curso do projeto “Como Ser Família” enfocará, de modo especial, aqueles aspectos da espiritualidade matrimonial que, nestes tempos de crise, urgem ser lembrados, defendidos e, sobretudo, vividos com fidelidade. Ao longo destas aulas, você irá descobrir não só o que é o Matrimônio, seus fins e propriedades, mas também o porquê de a Igreja opor-se com voz profética a toda prática que atente contra o bem da família e a casta fecundidade do casal.

Bens do Matrimônio à luz da fé

01:20:07
10:39Sacramento, o terceiro bem do Matrimônio
06. Sacramento, o terceiro bem do Matrimônio
Além da prole e da fidelidade, o Matrimônio, quando contraído entre fiéis batizados, possui um terceiro bem que desde Santo Agostinho se convencionou chamar sacramento. Esse bem se refere à elevaçã...
11:16Os filhos e a vocação sobrenatural do homem
07. Os filhos e a vocação sobrenatural do homem
Os filhos, como sempre sentiu e ensinou a Igreja, são o primeiro e o maior dos bens do Matrimônio. É em função deles, antes de mais nada, que um homem e uma mulher se unem em santo casamento, não a...
09:23Ainda é possível ter uma família numerosa?
08. Ainda é possível ter uma família numerosa?
Embora reconheça a fraqueza humana e as difíceis condições dos tempos atuais, a Igreja, mantendo-se fiel aos ensinamentos de seu divino Fundador, ensina que todo ato conjugal deve manter-se aberto ...
09:16O efeito abortivo dos anticoncepcionais
09. O efeito abortivo dos anticoncepcionais
O ensinamento da Igreja, ao mesmo tempo em que condena justamente todo e qualquer meio que impeça o ato sexual de chegar às suas consequências naturais, reconhece a legitimidade de os casais regula...
09:15Por que os anticoncepcionais são maus em si mesmos?
10. Por que os anticoncepcionais são maus em si mesmos?
Toda prática sexual que vise impedir deliberadamente a transmissão da vida não somente priva o ato conjugal de seu significado de amor mútuo e verdadeiro, mas ainda perverte o fim primário para o q...
14:05É lícito espaçar os nascimentos?
11. É lícito espaçar os nascimentos?
Coerente com o seu ensinamento segundo o qual é sempre ilícito e imoral o uso de meios diretamente contrários à fecundação, a Igreja afirma também que o casal pode, sim, desde que por motivos sério...
16:13Práticas contrárias à fidelidade matrimonial
12. Práticas contrárias à fidelidade matrimonial
A fidelidade conjugal, um dos bens do matrimônio, não consiste apenas na guarda do corpo. Pois o adultério começa no coração, e é por isso que todo olhar de cobiça lançado para esta ou aquela pesso...

Perguntas e respostas

42:56
10:53Meu cônjuge não quer mais filhos, e agora?
19. Meu cônjuge não quer mais filhos, e agora?
Antes de ser ensinamento da Igreja, a abertura à vida é um dado da própria natureza humana. Querer usufruir do prazer venéreo fechando o ato sexual à geração dos filhos é como querer degustar um de...
08:50Santidade na família: é possível?
20. Santidade na família: é possível?
O Matrimônio é muito mal visto e há até quem declare ser impossível viver a santidade no seio de uma família, rodeado de filhos e de responsabilidades. Mas o problema não está no sacramento, e sim ...
13:46Como ser aberto à vida no mundo de hoje?
21. Como ser aberto à vida no mundo de hoje?
Será mesmo que está cada vez mais difícil criar filhos e educá-los, como o mundo apregoa, ou não somos nós, ao contrário, que estamos exigindo um padrão de vida cada vez mais elevado, multiplicando...
02:57A diferença de idade no casamento é um problema?
22. A diferença de idade no casamento é um problema?
Como as mulheres amadurecem mais cedo, o mais natural num relacionamento é que os homens sejam mais velhos. Mas, se a sua situação for diferente, não há por que se preocupar. A menos que…
02:45É possível casar mesmo quando não se pode ter filhos?
23. É possível casar mesmo quando não se pode ter filhos?
O ato conjugal precisa estar sempre aberto à vida, mas nem por isso quem não pode gerar filhos — por conta da idade ou de uma esterilidade adquirida ao longo da vida — está impedido de se casar.
03:45O que devo procurar num futuro companheiro de vida?
24. O que devo procurar num futuro companheiro de vida?
Em seu futuro companheiro de vida você deve enxergar o pai ou a mãe dos seus filhos. Sim, por incrível que pareça, o foco são eles — que ainda nem existem, na maioria das vezes — e não você!
Classificação do curso
Descubra o que nossos alunos dizem! Veja as avaliações feitas por quem já participou.

Nota atual do curso: 5,0 (888 avaliações)
99,8%
0,1%
0,0%
0,0%
0,1%
0,0%
JA
Josicléia Araújo

A cada curso sigo evoluindo significativamente em minha caminhada rumo ao Céu. E fica cada vez mais claro pra mim aonde quero chegar... espero transbordar um dia todo esse conhecimento para ajudar mais alminhas.

DT
Dangela Tabosa

Ótimo como sempre!

PS
Padre Siqueira

Simplesmente uma verdade!

MD
Matheus Duarte

🙏🏼

IP
Ives Pereira

Pela primeira vez aprendi o valor do matrimônio. É bom ouvir e estudar a cerca do sacerdócio, mas é a primeira vez que ouço um padre falar de maneira tão elevada desse sacramento que é realidade de muitos. Antes eu via o matrimônio como algo muito inferior ao sacerdócio, como se ele era para aqueles que não puderam amar tanto a Deus ao ponto de deixarem tudo por ele, e assim eu tinha uma ideia de que este sacramento era para os fracos, e menos amantes e fervorosos de Deus.

TA
Teresa Azevedo

Ótimo curso!

Aulas do curso
Classificação do curso