CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Esta aula é restrita aos assinantes
Quero assinarJá sou assinante
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Credo Apostólico

Jesus Cristo padeceu sob Pôncio Pilatos

O mistério pascal (Paixão, Morte e Ressurreição) foi muito mais que uma injustiça processual, foi algo que estava nos desígnios de Deus. Os homens pecaram, mas Deus soube utilizar-se desse pecado para salvar estes mesmos homens.

imprimir

Inicia-se hoje o Artigo 4, do Catecismo da Igreja Católica, que diz: "Jesus Cristo padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado". Este Artigo é dividido em duas partes: a primeira, que pretende esclarecer o relacionamento de Jesus com o povo de Israel, com o Antigo Testamento; a segunda, que pretende mostrar como Jesus foi processado e condenado à morte injusta na Cruz.

O mistério pascal (Paixão, Morte e Ressurreição) foi muito mais que uma injustiça processual, foi algo que estava nos desígnios de Deus. Os homens pecaram, mas Deus soube utilizar-se desse pecado para salvar estes mesmos homens.

A acusação dos judeus contra Jesus foram de cunho religioso: "por causa de certos atos por ele praticados (expulsão de demônios, perdão dos pecados, curas em dia de sábado, interpretação original do preceitos de pureza da Lei, familiaridade com os publicanos e com os pecadores públicos), Jesus pareceu a alguns mal-intencionado, suspeito de possessão demôníaca. Ele é acusado de blasfêmia e de falso profetismo, crimes religiosos que a Lei punia com a pena de morte sob forma de apedrejamento." (574)

Assim, é bem claro que Jesus não foi condenado...

Seja família conosco
Inscreva-se
Aulas do curso
Passaporte de acesso

A assinatura inclui

  • Acesso ilimitado aos 44 cursos da plataforma
  • Participação das aulas ao vivo exclusivas
  • Garantia de acesso aos lançamentos de novos cursos
  • Bibliografia
  • Download das aulas (.mp3)
  • Suporte personalizado
Assine Agora