CNP
Christo Nihil Præponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Conteúdo exclusivo para alunos
Assine agora
Texto da aula
Aulas do curso
Texto da aula
Credo Apostólico

O Filho de Deus fez-se homem

Por que o Verbo se fez carne? É em busca dessa resposta que a aula de hoje se dirige. O Catecismo apresenta quatro razões para a Encarnação de Cristo: a) para salvar-nos, reconciliando-nos com Deus; b) para que, assim, conhecêssemos o amor de Deus; c) para ser nosso modelo de santidade; d) para tornar-nos participantes da natureza divina.

imprimir

Por que o Verbo se fez carne? É em busca dessa resposta que a aula de hoje se dirige. O Catecismo apresenta quatro razões para a Encarnação de Cristo: a) para salvar-nos, reconciliando-nos com Deus; b) para que, assim, conhecêssemos o amor de Deus; c) para ser nosso modelo de santidade; d) para tornar-nos participantes da natureza divina.

Quando Deus encarnou-se, derramou sobre todos os homens a Graça de Deus. Essa graça é sempre sanante e elevante. Sanante porque cura os pecados e elevante porque eleva cada homem acima de sua própria natureza. Assim, a salvação não se deu apenas pelo livramento do homem do pecado, é muito mais que isso. A salvação não colocou o homem de volta ao estado em que Adão estava antes do pecado. Ela coloca o homem numa condição superior, pois o livra da mácula do pecado, permitindo que ele adentre a presença de Deus. Não nessa vida terrena, claro, mas no céu, onde todos serão imaculados. Assim, o homem já está salvo, mas ainda não, pois, segundo o Cânon 14, do Concílio de Trento:

Se alguém disser que o homem é absolvido dos pecados e justificado pelo fato mesmo de se crer com certeza absolvido e justificado, ou que ninguém é realmente...
Conteúdo exclusivo para alunos
Aulas do curso
Texto da aula
Material para download
Comentários dos alunos