CNP
Christo Nihil Praeponere"A nada dar mais valor do que a Cristo"
Evangelize compartilhando!
Todos os direitos reservados a padrepauloricardo.org®
Fechar

Apresentação do curso

O Concílio Vaticano I ensina-nos com toda clareza que é necessário crer com fé divina e católica em tudo aquilo que está contido na palavra de Deus, escrita ou transmitida pela Tradição, e em tudo o que a Igreja, seja por definição solene, seja por seu Magistério ordinário e universal, propõe aos fiéis como divinamente revelado (cf. Constituição Dogmática “Dei Filius”, c. 3, de 24 abr. 1870).

É sobre este sagrado depósito que trata o presente curso, dedicado a expor detalhadamente, conforme o Catecismo da Igreja Católica, cada uma das verdades de fé articuladas no Credo Apostólico.

Nesta série de 90 aulas, Padre Paulo Ricardo oferece uma verdadeira “viagem” pela fé, ao longo da qual se vão descortinando não só a razoabilidade de crer mas também a profunda beleza do credo cristão e o nexo de perfeita harmonia entre os seus mistérios. Da existência de Deus à Revelação de seus desígnios, da Encarnação do Verbo à consumação da história no Fim dos Tempos, este curso pretende ser luz para os interessados em conhecer, haurida nas mais pura fonte, a doutrina católica e auxílio a todos os fiéis que se virem instados a dar razão da própria esperança (cf. 1Pd 3, 15).

Aulas do curso90 Aulas | 21:33:32

Revelação e Fé

08:38:38
33:28As provas da existência de Deus
02. As provas da existência de Deus
A primeira seção do Catecismo: "Eu creio – nós cremos", é dividida em três capítulos, que podem ser resumidos em crença-revelação-fé. Crença é o esforço humano e infrutífero para se chegar a Deus. ...
34:04Fé e razão
03. Fé e razão
Existe um equilíbrio bastante grande por parte da Igreja quando se refere à teologia racional, pois, ela não prega o otimismo racionalista e nem o pessimismo fideísta, pelo contrário, encontra o me...
32:48As várias etapas da Revelação
04. As várias etapas da Revelação
Sabe-se que o homem é capaz de Deus, pois recebeu Dele uma racionalidade. Embora tenha sofrido com o pecado original, esta racionalidade não foi totalmente deturpada, pois, de alguma maneira, o hom...
27:48A formação do povo de Deus
05. A formação do povo de Deus
Os onze primeiros capítulos do livro de Gênesis narram a origem do povo de Deus. Quando Deus escolhe Abraão e fala com ele, o faz de forma revolucionária, pois se apresenta sem um nome e sem uma im...
27:25O Cristianismo é um acontecimento
06. O Cristianismo é um acontecimento
A Constituição "Dei Verbum" traz a ideia central da aula de hoje na qual será aprofundado ainda mais o tema da Revelação divina: "o conteúdo íntimo da verdade comunicada por esta revelação a respei...
35:54A transmissão da Revelação divina
07. A transmissão da Revelação divina
Deus se revela à humanidade "enviando seu próprio Filho, no qual estabeleceu sua Aliança para sempre. O Filho é a Palavra definitiva do Pai, de sorte que depois dele não haverá outra Revelação." A ...
36:55A conservação do depósito da fé
08. A conservação do depósito da fé
Sabendo que existe uma Tradição apostólica incumbida pelo próprio Jesus para transmitir o depósito da fé, Tradição esta formada pela tradição (com ‘t’ minúsculo) e pelas Sagradas Escrituras, hoje s...
32:14Os dogmas da fé
09. Os dogmas da fé
O Magistério da Igreja empenha plenamente a autoridade que recebeu de Cristo quando define dogmas, isto é, quando, utilizando uma forma que obriga o povo cristão a uma adesão irrevogável de fé, pro...
26:32Cristo - Palavra Única da Sagrada Escritura
10. Cristo - Palavra Única da Sagrada Escritura
A Palavra de Deus se fez carne. Deus, em si, não cabe em palavras humanas, porém, de alguma forma, Ele se rebaixa e torna possível a expressão de seus mistérios eternos pela palavra humana.
25:24Inspiração e verdade da Sagrada Escritura
11. Inspiração e verdade da Sagrada Escritura
Para o católico não existe dificuldade alguma em crer que: 1. Deus é o autor da Sagrada Escritura; 2. Deus inspirou os autores humanos dos livros sagrados; 3. Os livros inspirados ensinam a verdade.
25:21O Espírito Santo, intérprete da Escritura
12. O Espírito Santo, intérprete da Escritura
A aula de hoje pretende mostrar quais são os princípios básicos de interpretação das Sagradas Escrituras. O Catecismo da Igreja Católica inicia o tema propondo uma reflexão básica: "Deus fala ao ho...
24:07Os Sentidos da Sagrada Escritura
13. Os Sentidos da Sagrada Escritura
A exegese histórico-crítica foi de grande utilidade para o estudo das Sagradas Escrituras, contudo, a Igreja adverte: apesar de bom, esse método não pode ser o único, é preciso avançar e perceber t...
27:02O Cânon das Sagradas Escrituras
14. O Cânon das Sagradas Escrituras
A palavra cânon é de origem grega e quer dizer regra. Nesse caso, especificamente, refere-se aos livros que pertencem à Bíblia. Ao contrário do que muitas pessoas pensam até ingenuamente, a escolha...
25:26A unidade do Antigo e do Novo Testamento
15. A unidade do Antigo e do Novo Testamento
O Catecismo da Igreja Católica ensina que existe uma íntima e profunda relação entre o Antigo e o Novo Testamento. Mais uma vez a Exortação Apostólica Pós-sinodal Verbum Domini sobre a Palavra de D...
30:20A resposta do homem a Deus
16. A resposta do homem a Deus
A amizade é uma via mão de dupla, ou seja, requer reciprocidade. Deus ama o homem, deste modo, é necessário que o homem o ame de volta para que exista a amizade. A resposta do homem ao Deus que fal...
24:36A fé é um ato humano
17. A fé é um ato humano
A fé possui algumas características próprias, conforme foi visto na aula anterior. Ela é uma graça, ou seja, é um dom de Deus. Embora seja Ele a dar o primeiro passo, a fé é um ato humano e, como t...
24:24Nós cremos
18. Nós cremos
O ato de fé é o mesmo, porém, é importante que se encontre uma sintonia na maneira de se expressar esta fé. É preciso afinar a linguagem, por assim dizer. O ato de fé do crente, segundo Santo Tomás...
24:50Os Símbolos da Fé
19. Os Símbolos da Fé
A Segunda Seção do Catecismo é dedicada à profissão da fé cristã, ou seja, ao estudo do Símbolo Apóstolico. O Catecismo explica a necessidade dele dizendo: "a comunhão na fé precisa de uma linguage...

O Criador e as criaturas

12:57:18
25:52Deus Todo-Poderoso
23. Deus Todo-Poderoso
Atualmente existe uma certa resistência em se pregar e até mesmo de se crer num dos títulos de Deus Pai: “Todo-Poderoso”. É mais fácil pensar num Deus frágil, impotente, que se rebaixou, em vez de ...
28:24Creio em Deus Criador
24. Creio em Deus Criador
Não crer que Deus é criador retira do homem o alicerce que o sustenta no mundo, pois, não existiria a convicção de se pertencer a alguém. Não crer nessa verdade torna a vida do homem sem sentido.
25:37Deus realiza o seu projeto: A Divina Providência
25. Deus realiza o seu projeto: A Divina Providência
As Sagradas Escrituras trazem relatos belíssimos acerca da atuação de Deus no mundo. Desde os primeiros tempos, Deus olha a necessidade de seu povo e intervém. Este é um fato inegável para todo cri...
25:35A Providência e o escândalo do mal
26. A Providência e o escândalo do mal
Um dos grandes questionamentos da humanidade é o motivo de o Mal existir no mundo. A inteligência humana, por ser limitada, não é capaz de apreender a dimensão da visão de Deus, fixando-se apenas n...
49:15Deus Criador do Céu e da Terra
27. Deus Criador do Céu e da Terra
A profissão de fé atribuída aos apóstolos diz que Deus é o “criador do céu e da terra". O credo niceno-constantinopolitano vai mais além e diz “criador do céu e da terra, de todas as coisas visívei...
52:44Cristo com todos os seus anjos
28. Cristo com todos os seus anjos
Os anjos pertencem a Jesus. Não somente ao Jesus Divino, segunda pessoa da Santíssima Trindade, mas, também, ao Jesus, filho de Deus feito homem e que, ressuscitado, exerce um senhorio sobre toda a...
47:41Os anjos na vida da Igreja
29. Os anjos na vida da Igreja
O católico deve acreditar na existência dos seres angelicais porque Deus assim o determinou. Esta aula abordará alguns aspectos interessantes sobre os anjos, tomando como base a opinião dos grandes...
47:28O mundo visível
30. O mundo visível
Embora a afirmação de que Deus é o criador de tudo que existe soe de forma natural, nem sempre foi assim. Houve um tempo em que heresias se apresentavam dentro da Igreja afirmando que Deus não havi...
44:29O Homem
31. O Homem
O homem foi criado à imagem de Deus, portanto, a dignidade humana é a maior de toda a Criação. Deus assim o quis e livremente elegeu o ser humano como ápice de toda a criação. O que decorre dessa a...
35:24"Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo)
32. "Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo)
Deus criou os céus e a terra. Criou também o ser humano, o qual é composto de corpo e alma. “Uno de corpo e alma”. Santo Tomás de Aquino é mais específico ainda ao dizer que o homem é um composto d...
41:38"Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo) - II
33. "Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo) - II
Continuando a investigação acerca da afirmação do Catecismo de que o homem é uno de corpo e alma, é preciso recordar que existe uma tendência do protestantismo liberal (e também do catolicismo libe...
43:51"Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo) - III
34. "Corpore et anima unus" (Uno de alma e corpo) - III
A alma não foi produzida e transmitida pelos pais na gestação, mas, no início dos tempos, houve quem pensasse assim. Isso porque havia um grande desconhecimento acerca do processo da reprodução ...
37:58Homem e mulher os criou
35. Homem e mulher os criou
Deus criou o ser humano e dividiu-os em dois gêneros: o feminino e o masculino. Ele revestiu o homem com uma dignidade ímpar sobre toda a Criação e não pode renunciar a ela. É a chamada dignidade i...
40:15O homem no paraíso
36. O homem no paraíso
O homem foi criado no Paraíso. A aula de hoje tratará do projeto de Deus antes de ele ser quebrado pelo pecado original. O homem foi criado em estado de amizade com Deus, consigo próprio e com o r...
42:45A queda
37. A queda
Deus criou o homem e a mulher, dando-lhe uma condição favorável, cumulando-os de dons. Porém, disse-lhes: “podes comer do fruto de todas as árvores do jardim. Mas não comas do fruto da árvore da ci...
Acesso Livre
44:02A queda dos anjos
38. A queda dos anjos
Na aula de hoje, além das verdades de fé, serão oferecidas explicações teológicas acerca da Queda dos Anjos, que é um assunto que desperta muito interesse desde sempre. A base para as explicações t...
34:12O pecado original
39. O pecado original
A doutrina do pecado original é uma verdade de fé, portanto, deve ser crida. Infelizmente, a teologia liberal moderna, representada principalmente pela Teologia da Libertação, insiste em negar a ex...
33:37Consequências do pecado de Adão para a humanidade
40. Consequências do pecado de Adão para a humanidade
Nesta aula, falaremos sobre o pecado original “originado”, ou seja, de como é que o pecado original age em cada ser humano. A doutrina do pecado original originado, ou seja, aquele primeiro pecado ...
40:00Um duro combate
41. Um duro combate
O pecado original é um tema bastante complexo e, atualmente, é um dos dogmas da fé que estão sendo atacados, principalmente no Brasil. Algumas correntes teológicas deixaram de acreditar no pecado o...
36:31Vós não o abandonastes ao poder da morte
42. Vós não o abandonastes ao poder da morte
Hoje se encerra o Capítulo 7, que trata da Queda, da transgressão de Adão. O que aconteceu após os primeiros pais terem comido do fruto proibido? O Livro do Gênesis, ainda no capítulo 3 diz que apó...

Jesus Cristo, Filho de Deus

06:01:50
37:20Creio em Jesus Cristo, Filho Único de Deus
43. Creio em Jesus Cristo, Filho Único de Deus
A plenitude dos tempos chegou com o nascimento de Jesus Cristo. Tudo que veio antes, desde a criação do mundo, tinha por finalidade este momento: a vinda de Deus. Isso significa que toda a Revelaçã...
35:53O Nome de Jesus
44. O Nome de Jesus
A identidade de Jesus como o "Redentor" - aquele veio ao mundo para salvar a humanidade dos pecados e das misérias - está imbuída também na pronúncia de Seu nome. A palavra tem poder.
35:24Os títulos de Jesus
45. Os títulos de Jesus
Dos títulos de Jesus, o de "Filho de Deus" é aquele que ele tem desde a eternidade, pois desde sempre foi ungido pelo Pai. O título Cristo se aplica mais ao Filho encarnado, pois o Espírito Santo q...
33:49Filho único de Deus
46. Filho único de Deus
Unigênito é diferente de primogênito. No Antigo Testamento o título "Filho de Deus" aparecia para designar o messias que viria, porém, não tinha o sentido ontológico que adquiriu no Novo Testamento...
30:16Senhor
47. Senhor
Quando os cristãos começaram a pregar o Evangelho referiam-se a Jesus como "Adonai", ou seja, o mesmo nome atribuído a Deus Pai. Inicialmente o Evangelho foi pregado em aramaico, mas como se sabe, ...
28:22O Filho de Deus fez-se homem
48. O Filho de Deus fez-se homem
Por que o Verbo se fez carne? É em busca dessa resposta que a aula de hoje se dirige. O Catecismo apresenta quatro razões para a Encarnação de Cristo: a) para salvar-nos, reconciliando-nos com Deus...
28:03A Encarnação
49. A Encarnação
A encarnação do Filho de Deus é um dos dogmas centrais da fé católica. Mas, o que vem a ser? Entende-se por encarnação "a unidade da natureza divina e da natureza humana na pessoa de Cristo". Ou se...
31:38A heresia nestoriana e a heresia monofisita
50. A heresia nestoriana e a heresia monofisita
Durante o século IV, as grandes controvérsias eram trinitárias, ou seja, se a fé era na Santíssima Trindade ou se Deus era único, composto de duas criaturas, dignas, mas ainda sim criaturas: O Verb...
34:22A heresia nestoriana e a heresia monofisita - Parte II
51. A heresia nestoriana e a heresia monofisita - Parte II
Deus criou o homem para ser partícipe de sua vida bem-aventurada. Apesar disso, o homem não tem o direito de participar dessa vida, pois é uma criatura e, como tal, está muitíssimo distante do Cria...
34:06Como é que o Filho de Deus é homem
52. Como é que o Filho de Deus é homem
Como já foi dito em aulas anteriores, Jesus é uma Pessoa, com duas naturezas, ou seja, é a segunda pessoa da Trindade e possui em si mesmo a natureza divina e a humana. Então, para se saber como ag...
32:37O verdadeiro corpo de Cristo
53. O verdadeiro corpo de Cristo
Por volta do ano de 787, a influência muçulmana finalmente atingiu a Igreja Católica. Como se sabe, eles radicalizaram a proibição do Antigo Testamento acerca das imagens, proibindo a reprodução de...

Mistério Pascal

04:15:46
26:46Jesus Cristo padeceu sob Pôncio Pilatos
63. Jesus Cristo padeceu sob Pôncio Pilatos
O mistério pascal (Paixão, Morte e Ressurreição) foi muito mais que uma injustiça processual, foi algo que estava nos desígnios de Deus. Os homens pecaram, mas Deus soube utilizar-se desse pecado p...
26:52A morte redentora de Cristo no desígnio divino de salvação
64. A morte redentora de Cristo no desígnio divino de salvação
Trata-se de mais do que um problema teológico, é um grande mistério, porque suscita uma pergunta de difícil resposta: "Jesus Cristo morreu por causa do pecado da humanidade, as pessoas envolvida...
26:23Morto pelos nossos pecados segundo as Escrituras
65. Morto pelos nossos pecados segundo as Escrituras
Jesus morreu segundo as Escrituras, o que isso significa? Em primeiro lugar é preciso recordar que os cristãos não rejeitam o Antigo Testamento, mas que o que está anunciado nele se realizou plenam...
25:08Cristo ofereceu-Se a Si mesmo ao Pai pelos nossos pecados
66. Cristo ofereceu-Se a Si mesmo ao Pai pelos nossos pecados
A vida de Jesus foi uma completa e irrestrita entrega ao Pai. A Teologia reconhece que essa atitude de Jesus é um espelho do que ocorre lá no céu. A entrega do Filho ao Pai no céu já é um ato extra...
26:42Jesus Cristo foi sepultado
67. Jesus Cristo foi sepultado
Jesus foi para o sepulcro, mas o seu corpo não conheceu a corrupção. Embora a alma tenha se separado do corpo, a pessoa divina de Jesus não se separou de seu corpo. Ele é uma Pessoa, com duas natur...
24:19Ao terceiro dia, ressuscitou dos mortos
68. Ao terceiro dia, ressuscitou dos mortos
A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo como um acontecimento histórico e transcendente, comprovada tanto pelo sepulcro vazio quanto pelas suas inúmeras aparições. Um combate à moderna teologia...
24:21O estado da humanidade ressuscitada de Cristo
69. O estado da humanidade ressuscitada de Cristo
Continuando a falar sobre a ressurreição de Jesus, o Catecismo traz as considerações sobre o estado da humanidade ressuscitada de Cristo.
25:02Jesus subiu aos céus e está sentado à direita de Deus, Pai Todo-Poderoso
70. Jesus subiu aos céus e está sentado à direita de Deus, Pai Todo-Poderoso
No mistério da ascensão, a linguagem utilizada por Deus é a linguagem simbólica do Cosmos. "Jesus sobe aos Céus e é encoberto por uma nuvem", trata-se de um problema real, uma vez que o 'Céu' não f...
26:04De onde há-de vir a julgar os vivos e os mortos
71. De onde há-de vir a julgar os vivos e os mortos
O Credo contém partes que dizem respeito ao passado, ao presente e ao futuro. Na aula passada, vimos uma parte que se refere ao presente: Jesus está sentado à direita do Pai e, na aula de hoje, ini...
24:09A vinda gloriosa de Cristo, esperança de Israel
72. A vinda gloriosa de Cristo, esperança de Israel
"A Igreja não entrará na glória do Reino senão através dessa última Páscoa, em que seguirá o Senhor na sua morte e ressurreição. O Reino não se consumará, pois, por um triunfo histórico da Igreja s...

A Igreja

03:53:20
25:56Creio na Santa Igreja Católica
78. Creio na Santa Igreja Católica
A Igreja, de alguma forma, reflete em si mesma a luz do Cristo. Deste modo, todo ato de fé colocado na Igreja tem por objeto último Deus, mas de modo reflexo, indireto. Crê-se em Deus através da Ig...
25:09Origem, fundação e missão da Igreja
79. Origem, fundação e missão da Igreja
"Para prescrutar o mistério da Igreja, convém meditar primeiro sobre sua origem no desígnio da Santíssima Trindade e sobre sua realização progressiva no curso da história."
25:24A Igreja - Povo de Deus
80. A Igreja - Povo de Deus
Continuando o estudo da terceira parte do Credo, aquela referente ao Espírito Santo, onde se situa a Igreja, iniciaremos hoje o Parágrafo 2, intitulado "A Igreja - Povo de Deus, Corpo de Cristo, Te...
25:39A Igreja é Una, Santa, Católica e Apostólica
81. A Igreja é Una, Santa, Católica e Apostólica
 "A Igreja é Una, Santa, Católica e Apostólica". Estas palavras são chamadas pela teologia de "notas da Igreja", ou seja, as características que identificam a verdadeira Igreja de Cristo. "Est...
26:11Os fiéis de Cristo - hierarquia, leigos e vida consagrada
82. Os fiéis de Cristo - hierarquia, leigos e vida consagrada
A Igreja possui hierarquia. Este foi um desejo do próprio Senhor Jesus que, ao escolher em meio ao povo Doze Apóstolos, constituiu o que hoje se denomina clero. Esta aula objetiva explicar a estrut...
26:43Os fiéis leigos
83. Os fiéis leigos
Após esclarecer sobre a existência de apenas duas categorias de fiéis (ordenados e não-ordenados), Padre Paulo Ricardo continua o estudo sobre a estrutura hierárquica da Igreja, no curso sobre o Ca...
25:57A comunhão dos Santos
84. A comunhão dos Santos
Padre Paulo Ricardo, nesta aula, fala sobre o significado profundo da expressão "comunhão dos santos", da relacionalidade existente entre os que estão na Igreja padecente, militante e triunfante e ...
26:24Maria, Mãe de Cristo, Mãe da Igreja
85. Maria, Mãe de Cristo, Mãe da Igreja
Dizer que Maria é a mãe da Igreja significa que ela gerou o Corpo de Cristo. Assim, todos aqueles que, de alguma maneira, foram inseridos no Corpo de Cristo, foram gerados por Ela, até mesmo os pro...
25:57Creio na remissão dos pecados
86. Creio na remissão dos pecados
Qual a diferença entre "desculpa" e "perdão"? A primeira é devida por uma questão de justiça e só acontece no mundo material. Já o segundo existe somente no mundo espiritual. Não existe perdão no m...
Aulas do CursoComentários

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.